quinta-feira, agosto 17, 2006

Ah, hoje tive um dia cheio...


Há um copo cheio de
Vida
bem à minha frente...
...mas eu mesmo não estou com muita sede...

Tomo metade do copo só pra engolir meu calmante e vou dormir.

13 comentários:

Múcio Góes disse...

há dia que nos enche tanto, que só o adiando pra não se odiar.

Belo!
[]´s

Maia disse...

A outra metade remeta a meu endereço, pois sim? Até.

Jefferson de Souza disse...

Ah, nem...
Hoje tive um dia cheio...

Su disse...

Tem dias que o melhor é dormir, pra não cair na besteira de pensar em não viver mais, querendo evitar outros dias cheios. Adorei.

Mary disse...

Dias que desabamos
e desabafamos...

Adorei, Jefferson!

Bjus!

Ady Cavalcante disse...

Show!!!!!!!!!!!!!!!

Aline disse...

Rotina minha de cada dia.

Bêju!

:)

Leandro Jardim disse...

Caraca, muito bom!!!!!

moacircaetano disse...

uau!!!!!!!!!!!!!!!
fejones é fueda!

Octávio Roggiero Neto disse...

Jefferson, caro poeta, isso sem falar quando temos que engolir a seco os dias amargos e sem poesia...
Adorei de coração este poema!

Engraçadinha disse...

Isso dói.

Nanna disse...

Há o dia em que se perde rumo, se perde o prumo, se perde a vez... Há sempre um dia atrás da gente...

Beijos...
:)

Renata de Aragão Lopes disse...

A calma
em comprimidos.
Que tristeza, não?

Beijo,
doce de lira