segunda-feira, agosto 21, 2006

Justificativa

Do que adiantaria
E o nada valeria
Minhas rimas brancas
E sem estima.

O não valer a pena
De cada dia
Remete-se
À todas as minhas
Frustrações.

Ciente estou
E ao indefinido vou
Em busca
De frases completas.

Rabiscando em borrões
Eu vou...
Em verso
E Prosa
Metaforizando a realidade.

10 comentários:

Múcio Góes disse...

eu vôo nas asas da prosa, beirando a realidade.

que mergulho no eu, hein?

massa!

bjo.

Maia disse...

E de metáfora em metáfora a gente essa vida, por vezes insossa, de poesia. Valeu, Aline, por oferecer-me uma cota. Até.

Jefferson de Souza disse...

Pouca prosa
muito verso

É assim que eu faço

Minha mente
este mundo
meu mundo
são complexos
demais
pra cabeça de qualquer um...

Não consigo organizar minhas idéias em prosa...

Muito verso
pouca prosa
---------------------------------

Maravilhoso, Aline qrida!
(Deste, eu não lembro... Mas ADOREI!)

Bjo, qrida! =*

Leandro Jardim disse...

Meta a fora
Metáforas!!!

hehehe...;)
bjsssssss

moacir caetano disse...

realidade...
idade...
arde!

Mendoscopia disse...

Me vi tanto nessa luta contra, em busca, atrás, na busca das rimas, das frases completas, do nem sei mais...

Ótimo!

Bill disse...

Metáfora de uma Realidade Torta ^^

Lindas palavras moça flor ^^

:**

Nanna disse...

E vamos... Perseguindo o umbigo como bússola universal...

Beijos!
:)

remosaraiva disse...

Acho que vai além de metaforizar a realidade. É como se ela estivesse ali pronta, esperando ser percebida nessa vidinha vidinha cotidiano rotineira nossa de cada dia.


Beijos!!

REMO.

Mary disse...

Belo, Aline!

Continue indo... :)

;**