segunda-feira, outubro 23, 2006

Meta-amor-fase

Naceu em pequenas palavras
Ornado em berço metafórico
O meu amor por ti.

E embalado em sinestesias
Banhado em alegorias
Nutrido de metonímias
Cresceu forte e saudável.

Perpetuou-se em versos
Embalou noites em rimas
Aqueceu almas latentes
Em um sentimento enlouquente.

Pra perder-se iluminado
Silente nas entrelinhas
Um travessão desajeitante.

.......
Uma bela parceria. Mais dele do que minha. Uma parte minha nele. Uma parte dele em mim.

9 comentários:

juliana pestana disse...

Oh, amor gostoso que nasce e cresce num poema.

Que seja eterno enquanto dure, mas que seja sempre profundo!

bjos meus.

Mary disse...

Fases que marcam...

Belo, Aline! ;***

Leandro Jardim disse...

Enlouquente, muito legal!

Poeta Matemático disse...

Hum...

Ficou muito bom...

Mas eu gostei desse final

"Uma bela parceria. Mais dele do que minha. Uma parte minha nele. Uma parte dele em mim."

Bill disse...

Nussa!!!

Que belo...
Lindo demais... Que começo de semana

:***

este é o meu corpo disse...

;)

moacircaetano disse...

A poesia é uma parceria? Com quem?

Jefferson de Souza disse...

Lindo, isso aqui, Aline!

Adorei!

=*

Maia disse...

Que bela inspiração anima a alma da poeta? Sinto que seja a mesma que anda a animar-me. Que seja! Até.