domingo, outubro 22, 2006

O COQUE

novelo de cabelo amarelo
expele uma caneta tinteiro
não há alfinete mais belo

^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^
Esse poeminha é dedicado a uma inspiradora Carol
portanto vou deixar como recomendação
a música "Carolina" de um tal de Chico Buarque

13 comentários:

Nanna disse...

Ahhhh, que lindo!!

Beijinhos, dear...
:)

vanessa_fmc disse...

Poesia bela,
De você a ela,
e então revela
Com versos, sela.

A recomendação de música foi ótima! Esse tal de Chico Buarque é um cara muito bom...rs...

Beijão!!!

Múcio Góes disse...

clap clap clap!!

Carol, Carol, Carol!

Jardim!

[]´s

Marcellinha disse...

Hum... fofo!
Bjs bjs

-drika. disse...

pequeno e perfeito.
Nossa...quem é esse tal de Chico?
aushuahsuahsuhaushauhsuahsuhaush
;)

Carol M. disse...

Puxa, meu jardineiro favorito, quanta honra!!! Achei que tivesse jogado esse fora...*rs.
Ontem teve balada literária (produção do Marcelino Freire e do Glauco Mattoso). Rolaram papos interessantíssimos, risadas, vááááárias cervejas e aquelas produções em guardanapos que conhecemos tão bem.
Fez falta, rapaz! Precisa vir nos ver (até os Bagatelas estavam por aqui).
Beijos mil de uma Carolina muito saudosa e sem tempo de ficar na janela...


P.S: Com ou sem homenagens, passo sempre por aqui, você sabe!

Carol M. disse...

Ah, sim, hoje é dia de homenagens mesmo. Passe lá no Fóton para obter mais detalhes sobre a Balada. Aproveite e veja um palíndromo meu, que o Victor gentilmente postou.

Beijos meus, querido!

Aline disse...

Carolina...

:***

juliana pestana disse...

Admirando?! ;-)

doces versos...

Mary disse...

Há beleza nas coisas simples...

Bjus!

moacircaetano disse...

...e que simples mais belo!!!

Keila Sgobi disse...

Que estúpida!
Só agora entendi!!!!
hahaha!!!

beijos!

Maia disse...

Que Carolinas, Anas, Cristinas, Bárbaras e outras tantas fêmeas não hão de gostar de poeminhas? E desse tal de Chico? E ainda tenhos o Jardim a nos dar suas flores...lindas. Até.