quarta-feira, maio 16, 2007

ao passo de um vento
o tormento que tece
e envaidece a grama
acolhendo essas lágrimas
que molham as flores
de todas as cores
nessa primavera daqui...

4 comentários:

moacircaetano disse...

...orvalhou minha manhã...
beijo!

Ricardo Rayol disse...

Babei, muito bom. Eu ainda vou aprender a escrever assim.

Leandro Jardim disse...

primavera essa que sempre floresce bela!

Aline disse...

e nanna sempre lírica.

:*