sábado, maio 26, 2007

Do Outro Lado do Medo

..."flotando en el remanso deslumbrante que encontraron del otro lado del miedo."
-G.G.Marquez, Cronica de Una Muerte Anunciada


Do outro lado do medo
mora um segredo
a poucos acessível:
um mundo onde tudo é permitido,
um sonho onde não há o proibido;
a vida que se estende, infinitamente,
além dos limites do possível.

Do outro lado do medo moram coisas
que não se vê a toda hora.
Do outro lado do medo há uma porta
por onde se entra uma vez apenas
e faz com que tudo valha a pena.

Do outro lado do medo a paixão
e o ódio e o amor e a realidade
se revestem de tal tranquilidade
que o absurdo se torna fato
e torna-se puro qualquer ato.

Do outro lado do medo a relva,
o orvalho, os tambores da selva,
o mergulho no desconhecido,
o incêndio, o assassinato,
o ouro entregue ao bandido
e o galope desenfreado.

O medo, meu caro, é fronteira.
É limite. Barricada. Barreira.
Pois Deus soube desde o primeiro momento:
do outro lado do medo
ergue-se a Árvore do Conhecimento.

6 comentários:

Luzzsh disse...

Uia...

Me li aqui, querido. Eu e a maneira como encaro o "outro lado do medo". Lindo.

Beijos...

emilia disse...

esse blog é um dos melhores que li, vou te linkar no meu, ele é novo ainda.
Até mais, vou voltar sempre.
:)

Juliana Pestana disse...

Do outro lado do medo, o amor, a fé e a esperança. A possiblidade de mudança só existe do outro lado do medo... pq o medo é a ausência da fé!

Lindo demais, Moacir. Amei!

Bjos meus.

Leandro Jardim disse...

Moa, és poeta-profeta!

E já pensando nisso ao longo da leitura, me vem Walt Wittman à cabeça... e eis que você estampa lá a palavra "relva"!!! Coincidência? Não sei... Muito bom? Com certeza!

abraço Jardineiro

Aline disse...

Quero só um pouquinho dessa força... Quanta palavra viva e verdadeira.

Muitos beijos!
Saudade.

ZeRo S/A disse...

O caminho do excesso leva ao palácio da sabedoria....