quinta-feira, julho 19, 2007

*

O Tempo vai passar
por aqui
e por todos os lugares,
como sempre

Não vai sobrar nada

O Tempo já passou
e, quando passou,
enterrou
cidades inteiras

O Tempo passa
e nada
nem ninguém
o detém

O Tempo vai passar
arrastando a areia
que cobrirá os escombros
e a nossa memória

E tudo se tornará
História

3 comentários:

Leandro Jardim disse...

o tempo é
isto, ora:
história


hehe... bacana, meu caríssimo!

abs
Jardineiro

moacircaetano disse...

só o que não passa com o tempo é o talento!
parabéns pela bela poesia, fejones!

Raiça Bomfim disse...

isto, ria
mesmo, ria
que o resto mora
onde o tempo
estora
o que hoje tem
amanhã tem pó.