quarta-feira, abril 30, 2008

em diante

eu quero de você
a distância necessária
e o nexo esquecido
sem meias e mentiras
quero o não
e sim talvez
a mala pronta
e minhas gavetas fechadas.

2 comentários:

Nadja disse...

Belo poema! =)

Múcio L Góes disse...

de vc quero tudo, e nada!

bjo.

(L)