domingo, agosto 03, 2008

A quatro mãos

Tuas mãos hábeis
versejam sobre meus desejos
brincam no meio das minhas coxas teus beijos
Tuas mãos de poeta
completam minhas rimas obscenas
e me põem nos seios as conchas do teu poema
Tuas mãos de artesão
dedilham minha estrofe interna
(a poesia se molha com tua invasão)
Tuas mãos diretrizes me levam ao teu verso viril
e minhas mãos felizes acolhem teu lirismo escorregadio

Juntas: tuas mãos e as minhas
(nosso gozo nas entrelinhas)


Queridos amigos, leitores deste Blog,
Esta semana será dedicada ao estilo Sandra Souza. O que quer dizer isso?... Ah.. eu explico:
Sou a integrante mais nova por aqui... e por isso as demais cabeças decidiram me dar as boas-vindas postando poemas, digamos, mais "calientes"! E como isso seria mesmo muito "fácil" para mim, já que eu inauguro a Semana, escolhi um poema-padrão pra dar uma mãozinha aos meus colegas!
Degustem sem moderação!

8 comentários:

J.F. de Souza disse...

Essa semana promete...

De fato, um poema padrao Sandra Souza! (Excelente, por sinal! Gostei muito!)

Essa semana promete...

Anônimo disse...

Poemas para serem lidos acompanhados...gostei disso.
Marcia

Mary disse...

Essa semana vai ser ótima! :D

Adorei!

Beijoss

blogberona disse...

"a poesia se molha com tua invasão"
o cheiro do corpo ardendo de desejo
prende minha respiração
as palavras somem, as luzes brotam
a verdadeira palavra dos que amam
tua pele brilha de paixão
esquenta minha doce ilusão

Ah! perfeita inspiração!
Ah! perfeita doce visão!

A czarina das quinquilharias disse...

ai, e eu sou logo no dia seguinte...
(fico nervosa.)
bjo sandrita!

Yara disse...

Entrelinhavaste
um poema úmido
entre dedos
entre desejos.

Entranhou-me.

Aline disse...

Sandra!

Graças a vc, estamos soltando tudo :p

Bjão.

Múcio L Góes disse...

mto bem-vinda, Sandra, sangrar por aqui.

poemasso. ;)

:*