terça-feira, agosto 19, 2008

Narcisista*

Seus olhos são espelhos d'água
Um lago
límpido
claro...
Por um instante
me vi refletido nele...
Quis nadar
Mergulhar de cabeça
Invadir teu íntimo
Me buscar
Me perder
nas profundezas
de tua alma...
Mas meu reflexo se desfez
O espelho se quebrou
Seus olhos gélidos
Lago congelado
Me trouxeram uma imagem
Uma miragem
Ilusão
inalcançável...
- Eu não estou em você!
Mas eu me perdi
em teus olhos
Preciso me encontrar
Amor...


Este é um dos melhores poemas que consegui escrever, sem dúvida! Mas, dentre todos, "Narcisista" é o meu preferido! Por diversos motivos! Mas um, em especial...

Este poema tem uma história peculiar: foi a primeira tentativa minha em escrever algo que falasse de amor -- ou que, pelo menos, usasse a palavra "amor"...

E não é que ficou bonito, o bendito?

O que acham?

10 comentários:

aline disse...

belíssimo, jeff.

J.F. de Souza disse...

obrigado

Mary disse...

Preciso me encontrar
Amor...


Ficou lindo, Jeff!

Adorei! :)

Bjuss

Sandra Regina de Souza disse...

Jeff, adorei ler vc falando de "amor"!! Poema lindo e lírico!!!! bjss

Sandra Regina de Souza disse...

Jeff, adorei ler vc falando de "amor"!! Poema lindo e lírico!!!! bjss

Luiz Modesto disse...

Uma beleza, meu caro

Múcio L Góes disse...

é jeff, vc tah certo.

poemaço!

gostei do lirismo.

[]´s

Jake disse...

menino...que corte!

DE IMPACTO.

bEIJO

moacircaetano disse...

E não é que os Fejones também amam?
Muito bom, cara!

edson marques disse...

Narcisismo poético é uma bêncão!

Eu também, sempre me vejo refletido nos olhos de Narciso!


Abraços, flores, estrelas..