terça-feira, setembro 29, 2009

[...]

Expressos:
Nossos extremos
Entranhados
Estremecem
Se emaranham
Depois...
Se extrañan

5 comentários:

Elaine Lemos disse...

Sí, se extrañan!!!

Sandra!!! Eu que vou substituí-la mesmo? Tem certeza? Semana que vem já? Ai que medo! Muita responsa!

Amo.

Mulher na Janela disse...

sonoridade a serviço da vida! real humano o poema!

beijos...

moacircaetano disse...

pleno de entrelinhas...

A czarina das quinquilharias disse...

adoro essa palavra, estrañan
:)

Múcio L Góes disse...

é, ando asi... extrañandote..

muy bello!

besos!

<3