quarta-feira, setembro 16, 2009

foi

estou pronta
acabaram-se todas as reservas
está tudo tomado de um frio não calculado
o que vejo daqui é apenas dormência,
ausências e silêncios.
só esse verso triste me acompanha,
essa rima que teima em bater,
eu e o não.
já não dói mais,
doer é vida...
não mais existo
foi em ti
o meu único e último desistir.

3 comentários:

Eduardo Lara Resende disse...

Belo blog, belas cabeças. E, se puderem, visitemhttp://www.pretextoselr.blogspot.com/

Abraços.

A czarina das quinquilharias disse...

triste e bem colocado

Múcio L Góes disse...

caraleoooo, q final!

<3

=*