sexta-feira, setembro 11, 2009

"Porque há desejo em mim, é tudo cintilância"
Hilda Hilst

batizado com um nome secreto,
o homem que me gula
diz sabências na hora do amor.

esquisita e rubra,
faço que pertenço ao seu dorso,
desabotoo a camisa,
entre as pernas lhe coo.

neblinas de espessura e doces
tremulam pontos de luz
sobre o corpo.

agora finge que dorme
abafando risos entre os pomos.

Iara Maria Carvalho

3 comentários:

Aline disse...

bravo.

Bárbara disse...

Lindo.

moacircaetano disse...

bonito, bonito...