sábado, setembro 12, 2009

Menor

Hoje acordei me sentindo menor.
Minhas roupas mais largas.
Como se não soubessem a carga
de tudo em mim.
Hoje acordei me sentindo assim...

Hoje acordei me sentindo menor.
Nem melhor nem pior.
Não acordei me sentindo bem
nem me sentindo o ó...
Só acordei assim, menor.

Hoje acordei me sentindo mínimo.
Ínfimo, minúsculo.
Acordei me sentindo sem músculos,
sem ossos, artérias ou vertebrações.
Hoje acordei em porções.

Sabe?
Hoje acordei diminuído.
Um belíssimo trinado
abafado por teu ruído.

5 comentários:

Ariane Rodrigues disse...

Se sinta aplaudido Moacir!

Bárbara disse...

Parabéns ao Moacir!
Adorei o poema,é um dos mais legais já postados aqui!

Bárbara disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rayanne disse...

Querido...

Não sabe então
que nos menores ditos
Os melhores feitos!?

**Estrelas, goiano mais doce**

Aline disse...

lágrimas nos olhos.

emocionante.


=*