segunda-feira, dezembro 25, 2006

Desabafo

Em mim choves
Trovejas em temporais
Nada discretos...
E arrastas tudo pela frente.
Que chovas!
Eu não me importo.

7 comentários:

Poeta Matemático disse...

Nossa...

Irônico

Leandro Jardim disse...

É porque tudo que molha seca
e se estamos na chuva
por que não um banho?
pelo menos pra renovar para o novo ano...

beiJardinsinsins

Juliana Marchioretto disse...

gostei..

beijo

moacircaetano disse...

sentimentos-correnteza!

Keila Sgobi disse...

dependendo donde for,
eu me importo!
pq não se chove me qualquer porto
:oO

Múcio Góes disse...

lembrou-me um poeminha de gaveta que fiz em 98:

"Chove enquanto eu durmo...
Não quero mais chorar
Pelo que aqui te proponho,
Pois se chove no meu sonho
É como lagrimas ao mar..."

qq dia o postarei inteiro.

Belo poema, Alhi! Desprendimento comum em quem ama.

bjsss

Nanna disse...

Deliciosamente escrito, minha amiga querida! Adorei!

Um beijo...
:))