segunda-feira, dezembro 11, 2006

Dueto

Vazio aqui.
Calor e fadiga.
Rotina maldita.
Ferida exposta ante a lida,
Lida mal paga.
Fim do dia, vejo marcas.
A noite vem,
Negra, África.
Noite fria, frio que arde;
Senhora implacável.
Solidão domina,
Risca sua superfície.
E permanece.
Deixando apenas...
Calor.
Fadiga.
Rugas.
Estás nua, novamente.



Por Aline e Felipe.

8 comentários:

Juliana Marchioretto disse...

belo texto.
parceria de sucesso, ao que vejo.

beijos

Bill disse...

Que bacana as ideias, os sons e os sonhos...
Belo dueto, parceria afinada...

:*
[s]s

Leandro Jardim disse...

"Estás nua"
És tão crua
E tens tua
A bruma da lua
Em tal rua
De estrelas
E estás numa


bonitas imagens da dupla!

beijabraços
Jardistóicos

Nanna disse...

Nossa fiquei sem ar.

Linndo!

Beijos os dois.
:)

Múcio Góes disse...

estás lua, nova.

belo.
bjo.

Poeta Matemático disse...

Hum...

Muito bom...

Bela parceria...

moacircaetano disse...

...fiquei com um pouquinho de inveja dele... vc sabe porquê! rs...
beijo!

mary disse...

Rotina nua...

Bela parceria! :)

;**