segunda-feira, maio 18, 2009

entre diástoles

e quando a mente espanca
quando nada estanca
quando o carro arranca
vira a esquina e não volta

quem nunca sentiu a alma solta,
mole que nem dente de leite?

quem nunca tentou
tapar
ferida exposta
com bandeide?

7 comentários:

Rafael Freitas disse...

A gente sempre tenta.
rs

(Adoro esse blog!)

Ela. disse...

.por vezes me vejo assim também.

Perfeito Cza!!

Sandra Regina de Souza disse...

o único problema é o tamanho do bandeide!..r.s... sempre muito cheio do seu jeito, Czá! bj

moacircaetano disse...

Que bonito!
E que inveja do seu título!

Múcio L Góes disse...

haja bandeide!

=*

pedra no vento disse...

Por isso meus trapos vivem à mercê dos esparadrapos.

Massa!

J.F. de Souza disse...

I can't resist!