segunda-feira, maio 11, 2009

(ho)menàge

De Gustavo eu gostava
De Luiz, nem sei o que fiz
Enfrentei o inferno por Fernando
Quebrei minha armadura por Armando
E nem quero me lembrar
Onde se meteu o Mathias
Só me resta agora
Esta Fábiofobia

9 comentários:

C. disse...

rá!
mto massa, moça!
=*

J.F. de Souza disse...

Hehehehehehehehehehehehehehehe

Homenàge a mais que trois!

=*

Ariane Rodrigues disse...

e depois do Fulano, vieram tantos!!!

Caio Cezar Mayer disse...

Nem todos devem ter se sentido tão (ho)menageados!

Muito bom

abraço!

PAULO MIRANDA (A Folha) disse...

E assim caminha a humanidade... Histórias que se perderam. Histórias que se mostraram. Histórias que não aconteceram. Histórias que viveram mas não ficaram. Histórias que quase não foram, e viraram até caldo e molho.
Beijusssssss

Múcio L Góes disse...

hahahaha... czá, czá!

czalindaaaaa!


:.*

Aline disse...

hehehehe. boa, cza.

moacircaetano disse...

Mais um capítulo da já enfadonha série: "Essa menina é um gênio"!
cabaram meus confetes, honey!
Vai ter que se contentar com minha boca aberta!
rs...

Sandra Regina de Souza disse...

Menina!! Este poema é ideal!! Vou pensar numa adaptação pros nomes que "ficaram de fora" ..rsrsrs.. Muito bom!!!!