domingo, outubro 12, 2008

Comunhão

Tome
Beba

É meu sangue
que você
me fez sangrar

Mas nada disso importa
Eu te perdôo

Tome
Beba

E não me esqueça

6 comentários:

Sabrina Sanfelice disse...

Nossa! Esse poema causa um certo arrepio. Pq será?

moacircaetano disse...

Caramba!
Seco, cortante, dolorido!
E extremamente lírico ainda assim!
Parabéns, Jeff, você está realmente em ótima forma!
(Só espero que não tenha nascido de um sofrimento real, garoto!)

aline disse...

denso.

cowboy.

show, jeff.

Jasmin Noire disse...

Tomo. Como.
A carne pão que expões despudorado.
Tomo. Bebo.
O teu verso vinho sangrado.

Sandra Regina de Souza disse...

simplesmente lindo! Comingo dessa súplica!!!!!

Mary disse...

visceral! adorei, jeff!

bjusss