sábado, outubro 11, 2008

Platéia

Poesia, minha gente,
é uma coisa completamente diferente!

Tem que ter ritmo,
tem que ter rima (ou não).
Tem que ter cadência,
estrutura
e emoção.

Não é só a idéia.
A idéia é um décimo da poesia.
A idéia é somente o impulso.
Falta todo o restante da acrobacia.

Então, amigos, continuem na platéia.
Quem sabe eu escorregue da corda bamba
e tudo acabe em comédia?

(É engraçado
um palhaço estilhaçado?)

5 comentários:

aline disse...

respeitável, público!

abram alas!

que a poesia de moa vai passar.

é emoção, rima e linda ficção.

amo-te, coração.

A czarina das quinquilharias disse...

nada. o moacir é perito em cambalhota.

Sandra Regina de Souza disse...

estava com saudades desses versos "leves"..rs... lindo, Moa!!

Mary disse...

vc é todo poesia, moa! adoro! :)

:*

J.F. de Souza disse...

Pegar fogo nunca foi atração de circo...
(Tá-tá-tarararará-tá-tara-tá-tá-tarararará-tara...)