quarta-feira, outubro 08, 2008

promessa

sim, serei tua
em nosso imaginário
dentro de gavetas
em e-mails guardados
nas tintas das canetas
tal como um relicário
assim serei
ante o fim do verso
mesmo que não restem folhas
existiremos
nos meus, nos teus, em nossos verbos
em nossas escolhas
ante o ponto final
nosso amor exclamado
em verso e prosa
almas conectas
em países distantes
sim, serei
pois sou teu verbo
e tu minha saliva.

7 comentários:

Luiz Guilherme Amaral disse...

É bonito demais!

Fernanda Leturiondo disse...

Que promessa linda..

Sandra Regina de Souza disse...

belíssima promessa!!! bj

moacircaetano disse...

belo, bela!

VaneideDelmiro disse...

Adorei! Estava há uns dias sem vir aqui... E hoje, voltando, boas leituras.

Cynthia Lopes disse...

Ser o verbo do amor exclamado! Lindo, bjs

J.F. de Souza disse...

Eu prometo
Me manterei suspenso no ar
por esse fio de esperança