sábado, outubro 04, 2008



Ouve...
ouve o vento...
ouve o sol...
ouve a canção
e diz
se eu não tenho razão!

Ouve a voz
das folhas que caem ao vento.
Ouve o som baixinho
do meu sentimento.
Ouve a imensidão
de um único
e simples momento.


Ouve,
do alto da tua infância,
os tristes soluços de nós, adultos,
que brincamos de preencher o espaço.

Ouve, e sorri,
sabendo como viver é fácil!

3 comentários:

(l' excessive) disse...

Putz!
Perfeito!
Lindo de emocionar!

J.F. de Souza disse...

Comovente, sim, meu caro...

Gosto desses escritos que nos forçam a essa regressao e nos arrancam lágrimas dos olhos...

=)


1[]!

aline disse...

senti, sentir ouvido.

beijo, amor.