domingo, outubro 05, 2008

Voando baixo*

Um dia sonhei
que podia voar
Estar acima
de toda loucura
desse mundo...
Voar...
Era tudo que eu mais queria
Em meio a tanta correria
Pairar no ar
Parar pra descansar...
Um caça passou rasgando os céus
E eu deixei essa idéia pra lá:
fui voando atrás dele!
Fui correndo!
Não posso parar!
Culpa da tecnologia
da engenharia
da supremacia
dos homens
Não precisaram cortar minhas asas:
só bastou virá-las...
Meu caça tem suas asas
de cabeça pra baixo
Não posso estar acima
Só à frente
Eu, a 300Km/h...
Fazendo curvas pra esquerda...
Não posso sair do chão...
Minha mente, a mil...
E sem rumo...
Só queria voar...

4 comentários:

moacircaetano disse...

Para o alto... e avante!

(l' excessive) disse...

Voou alto e lindo!

aline disse...

belo voo!

Fernanda Leturiondo disse...

E voa
com asas invisíveis
com a trama do verso
com o impulso das palavras
voa e alto,
até mais que o caça