domingo, outubro 26, 2008

Nova Semana de Convidados

Povo,

Abro a Semana de Convidados com um escrito de uma encantadora moça, cujas letras vim a conhecer recentemente...
Mas pelas quais já estou apaixonado! Foi amor à primeira lida! =)

Apreciem!



Previsão

por Sabrina Sanfelice

Abro os olhos e torno a fechá-los
Num instante, como um relâmpago
Um gato amarelo que ronda os telhados alheios
Sinto saudade do futuro

De dentro da caixinha de música
A bailarina com a saia quebrada
Ainda dança a melodia
Que criei para nós dois

Meu sonho, uma relíquia guardada
Embora nunca vivida
É delineada, colorida, regada a cada dia
Para desabrochar amanhã

No meu jardim invísivel
Aquele que enxergo
Com as pupilas negras de luz
Mora o tempo que há de vir

Vindouro, venturo, destino
Eu traço cada detalhe
Do seu rosto, seus gestos
Do agora ao porvir

Pobre criatura!
Lambendo os lábios açucarados
Do mais puro placebo
Fruto de seu próprio desatino

Pobre menino!
Personagem arrancado da infância
Recém-saído do poster da parede
Para a vida eterna

Clarividência ou ilusão?
Presciência do amor
Remédio para dor
Previsão


Quem quiser um pouco mais dos escritos de Sabrina Sanfelice, não deixe de visitar seu blog - que não é um blog de poemas, mas, de qualquer forma, é imperdível, necessário até:

Good Night Captain

Espero que gostem tanto quanto eu!

13 comentários:

Beatrice Jasmin Noire disse...

Saboreio com gosto
teu porvir,
teu açucarado placebo,
desabrochar (a)guardado
pra amanhã,
tua pré-visão.


E pré-vejo reler-te.

moacircaetano disse...

Denso.
Pleno de significados e significâncias.
Repleto de caminhos e descaminhos.
Tortuoso, como são sempre as belas estradas.

Parabéns, Sabrina.
Parabéns, Jeff.

Sabrina Sanfelice disse...

Nem tenho como agradecer a honra que trouxe um dos meus poemas até aqui. Mais ainda: fico agráfica quando vejo alguém falando que lê minha alma...

Mas, sem dúvida, tenho como agradecer ao grande amigo Jefferson que foi minha porta de entrada a esse sinestésico lugar.

Um espaço de arte, de sensibilidade, que traduz os que o escrevem e dão "asas" aos que o lêem.

Obrigada.

Serjones disse...

olá a todos! não é porque eu sou amigo pessoal da moça, mas ela realmente escreve pra caralho. isso porque vocês ainda não viram as imagens que ela faz com sua câmera fotográfica mágica.

Bia Pedrosa disse...

nossa, amei! lindas palavras que nos fazem viajar.

A czarina das quinquilharias disse...

belas imagens
:)

J.F. de Souza disse...

Das imagens, nao pude ver muito mesmo... Mas gostaria - e muito - de ver, sim!

Mary disse...

belas imagens [2]

adorei "ver" o gato amarelo rondando os telhados :)

valeu, jeff! parabéns, sabrina!

aline disse...

belas imagens [3]

Pobre criatura!
Lambendo os lábios açucarados
Do mais puro placebo
Fruto de seu próprio desatino


pura arte.


Obrigada, Sabrina.

Sandra Regina de Souza disse...

cheio de encantos... doce poetar! Realmente Jeff, a moça é imperdível...rs... adorei! Bjs

moacircaetano disse...

Indo ao blog dela, me deliciei com as fotos...
Belas, belas!
O auto-retrato com os pés é algo solar!

moacircaetano disse...

...talvez por isso fotografe também com a escrita!

Leandro Jardim disse...

ah, essa é uma nova amiga
ah, esse é um bom poema

grande escolha
Jeff

abr
Jardineiro