terça-feira, novembro 18, 2008

alucinação

Miro teu corpo
em meus lençóis acetinados

Miro tuas mãos
dentro dos meus poros

Miro tuas pernas
entrelaçadas em nós

É tudo miragem!

8 comentários:

J.F. de Souza disse...

sao coisas da minha cabeça
pois as quero sempre aí,
fáceis,
ao alcance da
imaginaçao...

J.F. de Souza disse...

(Que droga! Aqui estou eu, novamente, escrevendo com sotaque hispânico: sAo, imaginaçAo, nAo, coraçAo...) =P

moacircaetano disse...

belo jogo de palavras, querida!

aline disse...

belo e terno.

Beatrice Jasmin Noire disse...

como é que tu miras
corpo poros mãos pernas

e acertas almas?

(acertas all)

A czarina das quinquilharias disse...

na mira..

Múcio L Góes disse...

ar q miro, este teu poema-tiro.

bjo

[L]

Cosmunicando disse...

na mosca