segunda-feira, novembro 17, 2008

mizifio

Apenas para dizer
Que sou tua mãe de santo
Que sou teu pára-raios
Sem convulsões e sem desmaios
(que não é para tanto)
sem recibo
e sem segredos
quando nos meios
das ruas
do nada
eu te recebo.

8 comentários:

Marrí Franco disse...

A morada de meu guia na terra é no intangível lugar... onde todos os santos convivem na presença de Jáh, o soberano do amor.

Sandra Regina de Souza disse...

Hum... me lembrou um encontro casual (de propósito..rsrs) Adorei!! (estou "tentando" decifrar o título..rs..

J.F. de Souza disse...

Saravá! =P

moacircaetano disse...

uhuuuu!
adorei o ritmo!
perfeito!

aline disse...

vai descer caboco.

heheh

Beatrice Jasmin Noire disse...

Macumba braba?
Exu? Axé?

É sim para tanto(s)!

O que baixa em ti,
é verso santo.

Múcio L Góes disse...

ai iê iê, mamae oxum, ai iê iê ô!

cabôco poetador!

ótimooooo!

\o

J.R. Lima disse...

Saravá!

muito bom isto tudo.