sábado, novembro 01, 2008

ao 1/2

Meu convidado é um desconhecido.
Além disso, escreve muito mal.
Tenho certeza que ninguém aqui vai gostar de eu tê-lo escolhido.
Além de tudo, o cara é chato, feio, bobo e nada inteligente.
Sensibilidade zero.
Veia artística nenhuma.
Com vocês, um total desconhecido:

*

ao ½

um quarto e sala
com vista pra vida, é assim
às vezes também me sinto ¼ de fome
e os outro sinônimos: desejos,
egos e medos. ou talvez não
seja mais mesmo que isso: jogos
de palavras, enjambements
de um recorrente constrangido
com a esperança da manhã
e o frio no umbigo.

*

Ah, e eu esqueci de dizer: não estou nada orgulhoso de ter tido a idéia de convidá-lo...
Leandro Jardim.

Obrigado, Grande Garden!
Sua ausência nos rouba um pouco da essência.

(Ah, e tudo o que eu tinha escrito antes é mentira, claro!)

11 comentários:

Sandra Regina de Souza disse...

Caramba!!!!!!!!!!!!!!!!!! isso não vale!!!! ideia genial, MOacir!!! Sempre um prazer ler as pétalas poéticas desse Jardim!!!!
Obrigada por trazer esses versos... obrigada...AMO os dois!!!! beijo

J.F. de Souza disse...

Porra, Moacir!!! Que idéia de jerico, convidar logo esse cara sem talento algum... =P

A gente tinha é que ter uma Semana só do Convidado Jardim, isso sim! =)


[]s aos 2 caríssimos!

artificio_al disse...

Muito Bom
Parabéns pra todos

A czarina das quinquilharias disse...

ê moacir! assim não vale :P

Bia Pedrosa disse...

esperança e frio na barriga não podem faltar para que eu possa viver.

Anônimo disse...

Que saudade de lê-lo por aqui...
Que bom lê-lo por aqui!
Marcia

Mary disse...

grande convidado, hein, moa?! lindo poema! adorei!

:***

aline disse...

GARDEN!

suas palavras sempre muito queridas.


saudade!

MIL disse...

Um arrepio!
Bravo, à essencia de Garden

;

Sabrina Sanfelice disse...

Aplausos, sem dúvida!

Múcio L Góes disse...

o velho e bom jardan...

sdds!

\o