terça-feira, novembro 04, 2008

máscara

Disfarço
sua falta
com estrofes
obscenas
que se perdem
e me vertem
corpo adentro
...nos poemas
seu retrato:
Versos tão
escassos
entre cacos ...indolores
de rimas vazias
(interiores)

10 comentários:

aline disse...

Bravo!

adoro ler-te.

J.F. de Souza disse...

Disfarças bem, até... =P


MARAVILHA, Sandra! Adoro teus escritos! =)


=*

MIL disse...

Ricos versos... me atingiram em cheio.

A czarina das quinquilharias disse...

a poesia, que é nossa companheira nas horas mais escuras.
:*
linda

(l' excessive) disse...

Nooooooooossa!
Coisa mais linda!!!
Bateu forte n'alma

Sabrina Sanfelice disse...

Pode disfarçar, usar máscaras. Mesmo assim é fácil reconhecer um belo poema. Parabéns.

Sabrina Sanfelice disse...

Pode disfarçar, usar máscaras. Mesmo assim é fácil reconhecer um belo poema. Parabéns.

Múcio L Góes disse...

o lado de dentro com a luz apagada e a poesia afiada...

lindo.

bjo

moacircaetano disse...

Desfaço
Disfarço
De fato...

Mas todos sabem que te amo!

Mary disse...

são os versos da ausência...

lindo, sandra!

:)