domingo, novembro 16, 2008

Na frente da tevê (Visão de mundo)

A televisão estava ligada
quando a bomba explodiu
Então, ele acordou
Viu a tudo aquilo
estupefato
Não entendia o que estava acontecendo

Era muito bombardeio
Era muita informação
pruma cabeça só
e despreparada

Passados alguns dias
Depois que passou a acreditar que entendeu
Voltou pra cama

A tevê permaneceu ligada
Mas nenhuma notícia nova passava
Apenas o mesmo zunzunzum de sempre

Ele dormiu novamente
Talvez acorde de novo
pra olhar
o que está ocorrendo
no Brasil e no mundo
através dessa caixa
hipnótica
hipócrita

Só olhar
Só olhar
Afinal
Nada poderá fazer

E que diferença faz?
Ele não tá entendendo nada mesmo...

6 comentários:

Asas Negras disse...

A Tv é como o livro de história com um revisor maluco que esqueceu de enumerar os topicos

Marrí Franco disse...

Eu aprecio a leitura, e indico para fins lúdicos, informativos e ouso mais, para a evolução da espécie.

Sandra Regina de Souza disse...

Ah, Jeff! Eu detesto TV!! (Amei o poema!!..r.s)bj

moacircaetano disse...

Da TV de hoje eu só gosto de futebol. TV tá cada dia mais chata!
Poesia neles!

aline disse...

MSTV

Movimento Sem TV.


hehehe

Múcio L Góes disse...

quem te viu, quem tv...

eh a vida real, jeff... filmes sem dublês!

\o