terça-feira, abril 17, 2007

do s[m]eu relativismo

Você diz que me ama
E eu não caibo no mundo.

Você diz que não ama
E eu caibo em seu bolso.

mais fundo.


Luzzsh


9 comentários:

Aline disse...

Coisa mais delicada, Luzzsh!

Amei!

Um beijo.

Múcio Góes disse...

ê, moça bonita... golpe certeiro... curto e doce.

belo, Bela!

223

:)

Leandro Jardim disse...

pro-fundo!

belo belo, Iluminuzzsh

beiJardins

Leandro Jardim disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Juliana Pestana disse...

O relativismo de cada ser, ser único e sentir unicamente diferente do outro.

Lindas flores por aqui hoje!

Bjos meus.
^.^

Marcos Côrtes disse...

Todo amor não cabe no mundo, mas cabe no bolso. É uma questão de referencial de quem ama ; )

moacircaetano, todo prosa! disse...

Aaaaiiiii!!!!!
Simples, lindo, profundo!
Perfeição rara!

Mary disse...

Adorei!

:***

Ricardo Rayol disse...

relativismo relativo
fundo do poço
reativo
contradições opostas
contradizem-se
fundo do corpo.