domingo, abril 08, 2007

MOSQUETEIRO

Por que, por que,
por que você vem blasé
se vai batom glacê?
A troco de que
esse trôpego quê,
seu ar de suflê,
esse engasgue bouquet?
En garde, meu bem?
Touché!

5 comentários:

czá disse...

na moça.


;)

moacircaetano disse...

Z!

Carol Marossi disse...

Opa, reconheço a influência! ;-) Curti, tá engraçado, uma coisinha leve, bem boa de ler.

Beijos!

Mary disse...

Muito legal! :)

Bjuss

vanessa_fmc disse...

Que legal, Leandro!! Estava com saudade das suas poesias! Lá em São Paulo foi a maior correria. O acesso era restrito e mesmo que eu quisesse nem dava tempo. Voltei hoje pro Rio de vez! O projeto foi bem legal! Esse fim de semana vou sentar para escrever... Mais gostei muito, mosqueteiro...rs...
Beijos!!!