sábado, abril 14, 2007

você vê mas não enxerga
ouve e não escuta
fala e nada diz

toca mas não sente
brilha mas não reluz
vive e não é feliz

uma vida sem aventura
água mole sem pedra dura
ferida sem cicatriz

quase sofre quase esquece
quase chora quase cresce
está sempre por um triz

lhe falta a força motriz

e eu, que sou seu amigo
lhe desejo o perigo
lhe desejo muita dor
muito amor e muita alegria
lhe desejo poesia

lhe desejo sentimento, antes de tudo
pra que sua vida encontre meu mundo.

6 comentários:

Sofia Loureiro dos Santos disse...

Mais um poema lindíssimo. Obrigada.

Leandro Jardim disse...

lhe desejou poesia
e a deu-nos
com maestria

abraço Jardineiro

Múcio Góes disse...

assim como desejAr-te o mundo.

[]´s

Jefferson de Souza disse...

Estou sem palavras, caro Moacir... Ñ sei o que dizer, depois de ler este escrito... Definitivamente, ñ sei...

Aline disse...

E eu lhe desejo
o sempre
o terno
e o mais.

Beijos.

mary disse...

Bons desejos!

Bjuss ;)